A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

sábado, outubro 20, 2012

Côr de Manuel António Pina


















Ninguém me roubará algumas coisas ,
nem acerca de elas saberei transigir . . .

um pequeno morto  morre    vive  eternamente  . . .



Manuel   António    Pina



4 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Li algumas crónicas mas não a poesia. A desculpa é fácil... Há tanto para ler... Verdadeiramente tocou-me nalgum botão que me levou ao preconceito de não o ler. Agora, como já tinha acontecido com o Eugénio, sinto-me bem pequeno.

Nilson Barcelli disse...

Mais um que se vai, mas que fica em nós e bem vivo.
Paz à sua alma.
Um beijo, querida amiga.

AC disse...

Partiu alguém que deixou a sua marca impregnada de dignidade.

Beijo :)

São disse...

Partilhava com ele essa paixão por felinos e lhe desejo Luz!

Um abraço grande, Maria.