A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

domingo, setembro 30, 2007

Côr de Vida.



A vida é o dia de hoje.
A vida é o ai que mal soa.
A vida é a sombra que foge.
A vida é nuvem que voa.
A vida é um sonho tão leve
Que se desfaz como a neve
E como o fumo se esvai ...
A vida dura um momento
Mais leve que o pensamento
Avida leva-a o vento
A vida é folha que cai.
( ... )
A vida pena caída
Da asa da ave ferida,
De vale em vale impelida
A vida ... o vento a levou .!


João de Deus

Côr de Viver.



A vida é uma oportunidade, agarra-a
A vida é beleza, admira-a.
A vida é bem- aventurança, saborei-a.
A vida é um sonho, faz dele uma realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o
A vida é preciosa, cuida dela.
A vida é uma riqueza, conserva-a.
A vida é amor, disfruta-o.
A vida é um mistério, penetra-o.
A vida é uma promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, vence-a.
A vida é um hino, canta-o
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é uma tragédia, abre-lhe os braços.
A vida é uma aventura, ousa-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é ... a vida, defende-a. !


Madre Teresa de Calcutá

sábado, setembro 29, 2007

Côr de sentimento pleno.



Esta imagem, obriga-me a acreditar ... .!

sexta-feira, setembro 28, 2007

Côr de traz outro amigo.



Amigo
Maior que o pensamento,
Por essa estrada amigo vem.
Não percas tempo que o vento, é meu amigo também.
Em terras, em todas as fronteiras,
Seja bem- vindo quem vier por bem.
Se alguém houver que não queira,
Trá-lo contigo, também.
Aqueles,
Aqueles que ficaram ( em toda a parte todo o mundo tem )
Em sonhos me visitaram.
Traz outro amigo, também . !

José Afonso

quinta-feira, setembro 27, 2007

Côr de procura.



A arvore, procura, debaixo da terra , com as mãos
crispadas das suas raízes ... o Coração .!

quarta-feira, setembro 26, 2007

Côr de Amiga " Ausente ".



De mais ninguém, senão de ti, preciso.
Do teu sereno olhar, do teu sorriso,
Da tua mão pousada no meu ombro.
Ouvir-te murmurar ... " Espera e confia ".
E sentir converter-se em harmonia,
O que era, dantes, confusão e asombro .!

Carlos Queirós

terça-feira, setembro 25, 2007

Côr de ser Ser.



Seja ruído
Seja beijo
Seja voo
Seja andorinha
Seja lago
Seja pacatez de árvore
Seja aterrizagem de borboleta
Seja mármore de elefante
Seja alma de gaivota
Seja luz num olhar
Seja um cardume de tardes
E grite ...
JÁ SOU .!


Ondjaki

segunda-feira, setembro 24, 2007

Côr de ... flor .



Quando
Alguém estiver a ser " apedrejado " se não tiveres
coragem de o defender, tem-na, pelo menos, para
permanecer quieto.
Não arremeces, nem mesmo uma flor, para iludir
os restantes .!

domingo, setembro 23, 2007

Côr de lágrima.



Por vezes
Acorda-se com lágrimas na alma, e falta de calor no coração.
Chorar , " faz bem, alivia ", dizem.
Só que as lágrimas ao tentarem subir da alma para os olhos,
passam pelo coração e transformam-se.
Passam do estado líquido ao sólido, pela ausência do calor.
Daí ... algumas vezes, existir frio dentro de nós.
Porque as lágrimas viraram gêlo .!

Côr de Outono .



Chegou a minha estação preferida, só que o coração,
este ano, esqueceu-se de me avisar .!

sábado, setembro 22, 2007

Côr de Divisa.


Olhos, olhai em frente .!

É convencer-se a gente, de que tudo o que fica para trás serve, apenas, de ponto de partida e nada mais .!

São ruínas e as ruínas lembram as coisas que foram e já não são.

Mas em frente há vastidão que espera e que deseja alguém.
Em frente .! ... O que não é, mas que devia ser, por nossas mãos.!

Olhos, Olhai em frente !

Atrás de nós
há Sodomas inúteis
e Gomorras em brasa .!

Alvaro Feijó


sexta-feira, setembro 21, 2007

Côr de machado.



O que sentirá a árvore, ao ser derrubada pelo machado ...
E este, ao saber-se filho de um ramo seu ?!

quinta-feira, setembro 20, 2007

Côr de crescimento.



Se crescemos com os golpes duros da vida, também
podemos e devemos crescer, com os toques suaves
da alma .!

quarta-feira, setembro 19, 2007

Côr de olhos de Ana.



Ás vezes eu sei que há Deus.
Outras, reparo nos teus olhos, Ana.
São realmente olhos ? São realmente teus ?
São o mistério de outra raça mais humana .!

Natália Correia

terça-feira, setembro 18, 2007

Côr de dança.



Como se no mar as ondas não se arqueassem o bastante.

Como se na terra as pedras não se elevassem o bastante.

Como se no ar as nuvens não rodassem o bastante.

Como se o azul planetário não fosse o longe bastante.

Dançam ...

Fiama H.Brandão

segunda-feira, setembro 17, 2007

Côr de ... prosa e poema.



Um cão, sempre disse, é prosa.
Um gato é ... um poema .!

Jean Burden

domingo, setembro 16, 2007

Côr de Bobo.


Ser Bobo
Na antiguidade, era o ser cuja função consistia em fazer rir. Mas verdadeiramente, ele existia para dizer o que os outros, que não se consideravam tal, não eram capazes de o fazer.

Na actualidade, acontece o mesmo. Não nos permitimos certas atitudes, para não sermos apelidados de loucos.
Mas entretanto, aceitámo-las, quando vindas dos considerados "bobos".
Porém, o que é ser bobo ?! O que é a loucura ?!

sábado, setembro 15, 2007

Côr de A Vida.














É uma escada em caracol e que não tem corrimão .

Vai a caminho do Sol ,

mas nunca passa do chão.

Os degraus, quanto mais altos, mais estragados estão.

Nem sustos nem sobressaltos, servem sequer de lição.

Quem tem medo não a sobe. Quem tem sonhos também não.

Há quem chegue a deitar fora o lastro do coração.

Sobe-se numa corrida. Correm-se p'rigos em vão.

Adivinhaste ...

É a vida ,

A escada sem corrimão.!



David Mourão-Ferreira

sexta-feira, setembro 14, 2007

Côr de possibilidade.


Cada pessoa pensa como pode ... .!

quinta-feira, setembro 13, 2007

Côr de ninho.


Depois de tentarmos fazer um ninho, o nosso respeito e amor pelas aves aumenta considerávelmente .!

quarta-feira, setembro 12, 2007

Côr de ... tom baixinho.



Quando estivermos interessados que alguém escute o que dizemos, a forma ideal, é dizê-lo num tom baixinho .!

terça-feira, setembro 11, 2007

Côr de excentridade.



A maior calamidade que pode acontecer a uma pessoa, é tornar-se demasiado séria e demasiado prática.

Um pouco de loucura e um pouco de excentridade, só fazem bem .!

segunda-feira, setembro 10, 2007

Cor de Ismália.



Quando Ismália enlouqueceu, pôs-se na torre a sonhar .

Viu uma lua no céu, viu outra no mar. No sonho em que se perdeu,banhou-se toda em luar .

Quer subir ao céu, quer descer ao mar.

E no desvario seu, na torre pôs-se a cantar ...

Estava tão perto do céu, estava tão longe do mar.

E como um anjo, pendeu as asas para voar ...

Queria a lua do céu, queria a lua do mar.

As asas que Deus lhe deu, ruflaram de par em par .

Sua alma subiu ao céu ... seu corpo desceu ao mar .!

Alphonsus de Guimarães

domingo, setembro 09, 2007

Cor de ... coração.



Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração, e também a Bondade, e a Sinceridade, e tudo, e tudo o mais, tudo estivsse no coração.

Então poderia dizer-vos ... " Meus amados irmãos falo-vos do coração "

ou então ...

" Com o coração nas mãos ".

( ... )

António Gedeão

Eu, também, quero. Mais , quero e tenho que pensar, que ele é também um orgão, e que de quando em vez nos diz ... " estou aqui , trata-me com mais cuidado e carinho. Com esse mesmo amor que dizes viver dentro de mim " .!

sábado, setembro 08, 2007

Côr de ser centrado.



Tentemos ...

Ser centrados. Não ser manipulados pela opinião dos outros. Caminhar por nós próprios.

Esforcemo-nos por nos enraizarmos em nós .!

sexta-feira, setembro 07, 2007

Côr de posição.

Em todas as filas há, sempre, o primeiro e o último .!


quinta-feira, setembro 06, 2007

Côr de aceitar.



Dizem ...

" O amor é cego ".

Mas a amizade fecha os olhos . !

quarta-feira, setembro 05, 2007

Côr de criatividade.



A única maneira de estar em sintonia com a existência , é ser criativo.Mas para que tal aconteça é necessário que o nosso ego desapareça. Caso contrário, sai uma coisa esforçada, que nada tem a ver com criação.

Portanto, o que acontece, na verdade, é a própria existência servir-se de nós, para dar azo à própria criatividade .!

terça-feira, setembro 04, 2007

Côr de problemas.



Muitos dos nossos problemas, talvez a maioria, deve-se ao facto de nunca os olharmos de frente,de os termos confrontado.

O temê-los, dá-lhes energia e possibilita considera-los reais.

Portanto, se não fôr pela sua aceitação, eles tendem a deixar de existir.!

segunda-feira, setembro 03, 2007

Côr de curação.



O Coração ainda é primitivo. E ainda bem que as universidades continuam sem encontrar uma forma de ensinar o amor e de o tornar civilizado.

Essa é a única esperança de sobrevivência da humanidade .!

Osho

Côr de parabéns ... Mariana.
















Fofinha
É " pexijo " sim ... dizer que há dois anos me vens ensinando, que amar uma criança,vê-la crescer, sêr gente ... nos rejuvenesce.
Beijos muitos ... e obrigada .!

domingo, setembro 02, 2007

Côr de ousar.

Ousa
Ser o que o coração te pede , gritando e com urgência ... Simples, terna, gentil, crente ... Larga as defesas, pois a primeira pessoa a sentir ... és tu .!

sábado, setembro 01, 2007

Côr de toque.



Tocaram a terra, o céu das nuvens claras /
Era seu ofício acariciar a luz,
Colher no ar a forma de um fruto, de uma pedra ,
Levá-los em segredo, para casa.
Assim eram as mãos ... Elas próprias não sabiam .!

Eugenio de Andrade