Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi




A _ cor _ dar , é preciso !


segunda-feira, dezembro 31, 2012

Côr de dia 31




















Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano ,
Vive uma louca chamada Esperança .
E ela pensa que quando todas as sirenas ,
Todas as buzinas ,
Todos os reco-recos tocarem ,
Atira-se .
E
_ ó delicioso vôo !

Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada ,
Outra vez criança ...

E em torno dela indagará o povo . . .
_ Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes ?
E ela lhes dirá  [  É preciso dizer-lhes tudo de novo ]
Ela lhes dirá bem devagarinhoz , para que não esqueçam . . .

_ O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA . . .




Mário Quintana
Amanda  Clark


Esperança . . .
bem segura nas mãos , e   no  coração ,  para que não desistamos , e , também , possamos  oferecê - la a   quem mais  dela  necessitar ...

domingo, dezembro 30, 2012

Côr de casaco de peles





Quando
esta   cena   deixará    de  ser ,  apenas  , um   mero   numero   de   circo ?

sexta-feira, dezembro 28, 2012

Côr de água e mel




Entre os ramos de pinheiro
Vi o luar de Janeiro
Quando ainda havia sol
E numa concha da praia
Ouvi a voz que desmaia
Do secreto rouxinol

Com água e mel
Comi pão com água e mel
E do vão duma janela
Beijei sem saber a quem
Tenho uma rosa
Tenho uma rosa e um cravo
Num cantarinho de barro
Que me deu a minha mãe

Fui p´la estrada nacional
E pela mata real
Atrás dum pássaro azul
No fundo dos olhos trago
A estrada de Santiago
E o cruzeiro do sul

Abri meus olhos
Abri meus olhos ao dia
E escutei a melodia
Que ao céu se eleva de pó
Do vinho novo
Se provei o vinho novo
Se amei o rei e o povo
Meu Deus por que estou tão só

quarta-feira, dezembro 26, 2012

sábado, dezembro 22, 2012

Côr de Natal

















Que
todos
O
tenhamos
em
nós .
 
 
 
 
imagem  _  Maki   Hino _


sexta-feira, dezembro 21, 2012

terça-feira, dezembro 18, 2012

sábado, dezembro 15, 2012

Côr de Aves



 

Um  dia ,
as  aves  pousaram  o  seu  olhar  para  lá  dos  ramos   e   das   folhas ,  e   imaginaram   uma   vida   diferente .
Começou  assim  uma  nova  era .
Explicaram   ás   suas  crias  o   como   e   porquê   de  tudo  os   que  as   rodeava .
Construiram   os  ninhos   mais  formosos   alguma   vez  vistos . Desenvolveram   originais  formas   de  voo .
Mas  rapidamente  começaram   a  cair  em  excessos .  Procuraram  o   prático ,  o fácil ...  
Desejaram   o   inalcansável . E   aumentaram   em   grande   número . Quiseram  controlar  tudo ...  outros  territórios , a   vida   e   inclusivamente   o   destino   dos   demais .
Mas   não  controlaram   o  seu   comportamento .
 
Felizmente ,  em   algun   lugar ,  há  ainda  quem   deseje  estender  as  asas  e   aprender  a  voar .
 
 
 
 
 
ilustação _Maria  Julia  Dias  Garrido
                  David D .  Alvarerez  Hernández

sábado, dezembro 08, 2012

Côr de curva



















Não é o ângulo reto que me atrai . Nem a linha reta , dura , inflexível , criada pelo homem .
O que me atrai é a curva livre e sensual . A curva que encontro nas montanhas do meu País , no curso sinuoso dos seus rios , nas ondas do mar , nas nuvens do céu .
De curvas é feito todo o Universo . . .
O  Universo curvo de Einstein .



Oscar Niemeyer
Matteo  Arfanotti



A   curva   é   mais____________________________doce .


domingo, dezembro 02, 2012

Côr de nudez

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Correm um para o outro de braços abertos ,

exclamam ridentes. . . Até que enfim !
Enfim !
Ambos vestidos com agasalhos de inverno ,
gorros de lã ,
cachecóis ,
luvas ,
botas ,
mas só para nós.
Porque um para o outro estão nus .




Wislawa Szymborska
Julie Massy



Nudez .
a nossa  nudez , com toda a  pureza e confiança que ela envolve .
Ficarmos nós ,   sem roupagens .
Não será  a   maior   oferta   que pudemos fazer   a  alguém ?



sábado, dezembro 01, 2012

Côr de como ?!

 
Se
este   dia  não   tivesse   acontecido . . .
como  estariamos ?!
 
 
 
 
 
imagem _  Wendy Vaughan _

domingo, novembro 25, 2012

Côr de viagem



















Oriol Vall , que cuida dos recém - nascidos num hospital de Barcelona , diz que o primeiro gesto humano , é   o  abraço .
Depois de sair ao mundo , no principio dos seus dias , os bébés agitam os braços como buscando alguém .
Outros médicos que se ocupam dos já vividos , dizem que os velhos , no final dos seus dias , morrem querendo erguer os braços .
E assim são as coisas , por mais voltas que se queira dar
 á questão , e por mais palavras que se diga .
A isso simples assim , se reduz tudo . . . entre o primeiro bater de asas e o derradeiro , sem maiores explicações , transcorre a viagem . 




Eduardo   Galeano _  Bocas  do  tempo  _ 
Stefan    Caltia 


sábado, novembro 17, 2012

Côr de reflexo



















Aquilo ,
que  veementemente   criticamos   nos   outros , 
não     passa   do  que  mais  reprimimos  e  
tentamos  rejeitar   em   nós . 




imagem  _  Aubrey   Beardsley _

sábado, novembro 10, 2012

Côr de semente



















A neve  e  as  tempestades  matam  as  flores , 
 mas  nada  podem  contra   as    sementes.
 
 
 
Khalil Gibran



Quero   acreditar ,  acredito ,  acreditarei_________________________sempre .


quarta-feira, novembro 07, 2012

Côr de Amigo
















Amigos ,
são   anjos   que   nos   levantam  ,   quando   as   nossas  asas  estão  cansadas .



imagem  _  Simberhugo  _


segunda-feira, novembro 05, 2012

Côr de agradecimento




















  _  continua  tudo  bem  _



Obrigada !

domingo, outubro 21, 2012

Côr de prece



















TU   sabes !




imagem  _  albrecht dürer  _

sábado, outubro 20, 2012

Côr de Manuel António Pina


















Ninguém me roubará algumas coisas ,
nem acerca de elas saberei transigir . . .

um pequeno morto  morre    vive  eternamente  . . .



Manuel   António    Pina



domingo, outubro 14, 2012

Côr de pés amigos



Estou   cansada !
Vou     abrandar   um   pouco . . .     pensei .

Inesperadamente  . . .  os   meus   pés  começaram   a   florir ,
          para   me   darem  ânimo !


domingo, outubro 07, 2012

Côr de criança interior


















E as feridas do coração   quem  cura ?

  feridas que são incuráveis .
Que   chegam   a sangrar   em determinados momentos .
Aquelas   que   foram   provocadas por uma infância não vivida .
Aquelas que doem , sem nos lembrarmos , na maioria das vezes , porquê .

Momentos há , porém , que a lembrança se faz presente .
Que   fazer   então  ?
Pegar   na   nossa   criança   ao colo , apertá - la   num   forte   abraço   e   sussurrar - lhe . . .
_ Não passou ,   mas   estarei   aqui   para   limpar , sempre ,  a    ferida   e    proteger  -   te   _


É   para   isto   que   crescemos .




imagem _ Kate Greeaway _


sábado, outubro 06, 2012

sexta-feira, outubro 05, 2012

Côr de Republica





















Republica , res publica , coisa pública .

quinta-feira, outubro 04, 2012

Côr de S. Francisco
















. . .  é   dando   que   se   recebe  . . .

Côr de Animal
















Chegará
um   dia   no   qual   os  homens  conhecerão  o   íntimo   dos  animais .

E   nesse   dia ,  um   crime   contra   um  animal   será   considerado crime   contra   a   humanidade .


Leonardo da Vinci
Eduard Hicks


 

O   difícil   está  . . .  quando  o   homem   conhecerá   o   seu  próprio  íntimo ?!

quarta-feira, outubro 03, 2012

Côr de dia 3
















Os
primeiros 40 anos de vida dão-nos o texto .

Os
seguintes , fornecem o comentário sobre ele .



Arthur Schopenhauer


Tão verdade !

segunda-feira, outubro 01, 2012

Côr de Musica e Água .






 
 
imagem  _  Michael   Cheval  _

sábado, setembro 29, 2012

Côr de solidão

















 
Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.

 

 
Clarice   Lispector 
Eduardo   Aguelles


.  .  .   da   solidão  ,  no   meio   dos   outros  .  


sábado, setembro 22, 2012

Côr de pegadas


















Um  casal   vinha   caminhando  pelo   cerrado ,  no  oriente  de  África ,  enquanto  nascia  a  estação  das  chuvas .
Um   vulcão   vizinho ,   agora   chamado   Sadimam ,   estava   jorrando   cinzas   pela   boca .   Aquela   cinza   guardou   os   passos   do   casal ,   desde   aqueles   tempos ,  pelos   tempos   afora  .  Debaixo   do   manto   acinzentado   ficaram ,  intactas ,  as   pegadas .  E   aqueles   pés   nos   dizem ,   agora ,   que  aquela  Eva   e   aquele   Adão   vinham   caminhando   juntos ,   quando  a   certa   altura   ela   se  deteve  ,  se   desviou   e  caminhou   alguns   passos   por   conta   própria .   Depois ,   voltou   ao   caminho   compartilhado .
As   pegadas   humanas   mais   antigas   deixaram   a   marca   de   uma  dúvida .
Alguns   anos   se   passaram .
A   dúvida    permanece .




Eduardo   Galeano
Serge   Lutens

Côr de Outono






























A
minha   estação , do  ano ,  preferida___________________________chegou .




imagem  _  Alphons  Mucha _

sábado, setembro 15, 2012

Côr de hoje não



















Amanhã   fico  triste ,
amanhã .
Hoje    não .
Hoje   fico   alegre  .
E   todos   os   dias   por   mais   amargos   que   sejam .
Eu    digo  . . .
Amanhã    fico   triste ,
hoje   não .




imagem  _  K.  Moser _ 



Poema   encontrado   na   parede   de   um   dos   dormitórios  ,  de   crianças ,  no   campo  de   extermínio   nazi    de   Auschwitz  .

quinta-feira, setembro 13, 2012

segunda-feira, setembro 10, 2012

Côr de não devia















A
gente  se   habitua  . . .
Mas   não _______________________devia.


imagen _  Anke  Merzbach _

domingo, setembro 09, 2012

Côr de mergulho













Mergulhe   no   seu   medo .
Entre   nele   silenciosamente ,  para  poder   conhecer   a   sua   profundidade .
Ás   vezes   descobrimos   que   não   é   muito   profundo .


Osho
Eduard  Zentshik

Porém ,
antes   de   mergulharmos  ,  necessitamos   ter   um   verdadeiro   conhecimento   do   nosso   ser .

segunda-feira, setembro 03, 2012

Côr de Mariana
















O
meu   pequeno   grande   amor ,
faz    hoje ____________________sete  anos .


imagem _  Kate  Greenaway _

segunda-feira, agosto 27, 2012

Côr de inspiração
















A  inspiração  que  você  procura  já  está  dentro  de   si .
Fique   em   silêncio  e   escute .



Rumi

Adrian  Bekiarov


Porém ,

continuamos   sem   saber   fazer   silêncio  ,
e
menos  ainda________________________escutar  .

sexta-feira, agosto 10, 2012

Côr de tentar



















Tentei  não  fazer  nada  na  vida
que  envergonhasse  a  criança  que  fui  .


José   Saramago

Jessie  W.  Smith


Tentar  . . .  . . .

A   minha   oração   diária .

terça-feira, agosto 07, 2012

domingo, agosto 05, 2012

Côr de caminhos



















Tantos
caminhos  que  nos  esforçamos  por  percorrer . . .
Visitar   o  sol  ,  e  ficar  deslumbrados   com   a    sua   calorosa   luz ,   a   lua   que  nos   encanta   com   os   seus   tons   de   prata ,  apanhar   estrelas   mesmo   ali    ao   alcance    das    nossas   mãos  ,   as mágicas   profundezas   da  terra    . . .    
E
o   caminho   que  vai   de  nós  para  nós  ,  quantas  vezes   já  o  fizemos ? !


imagem  _  Duy  Huynh

quarta-feira, julho 25, 2012

segunda-feira, julho 23, 2012

Côr de morcego



















Que ensinamento os animais podem ser para nós ! 
Alguns  têm  hábitos ,  comportamentos , traços de carácter , que nos dão muito que refletir.
Observai os morcegos , por exemplo . Pode haver dezenas ou centenas a voar na escuridão de uma pequena gruta , mas eles  nunca  chocam  contra  as  paredes  nem  entre  eles  pois possuem  uma  espécie 
 de  radar  que  lhes  permite  evitar  os  obstáculos. 
 O morcego é um exemplo sobre o qual  os  humanos  deveriam  meditar .
Eles ,  humanos  , que  não  sabem medir  bem os  seus gestos , nem as suas palavras , nem os seus olhares !
Estão  a  sempre  a criar  fricções  entre si , a incomodar-se  uns aos outros , a  entrar  em choque  . 
Pois bem , mover-se  com  destreza entre  os  outros  é  uma arte na qual podeis exercitar-vos  desenvolvendo  em  vós esse  radar  que se  chama respeito , atenção…




Omraam   Aivanhov
Renee   Teml

sexta-feira, julho 20, 2012

Côr de eu . . .



















Um jovem rabino, angustiado com o destino da sua alma, conversava com seu mestre, mais velho e mais sábio .
Pergunta o mais jovem . . .  _  O senhor não teme que quando morrer será indagado por Deus do porquê de não ter conseguido ser um Moisés ou um Elias ? Eu sempre temo esse dia  _

O mestre teria respondido algo assim  . . .   _  Quando eu morrer e estiver na presença de Deus , não temo 
que Ele me pergunte pela razão de não ter conseguido ser um Moisés ou um Elias , temo que Ele me pergunte pela razão de eu não ter conseguido ser eu mesmo   _  .



  Conto Hassídico 
Viktoria Stoyanova


Antes   mesmo   da  pergunta  de  Deus   . . .  travo , diariamente , uma   dura   batalha     ,  tentando   que   isso    aconteça .  Ser   eu  .
Quando   se   consegue ,  na   maioria   das   vezes ,  a   factura   é   elevada ,  mas   o   contentamento ,    é________________________________imenso .

segunda-feira, julho 16, 2012

Côr de Amizade


















A
amizade ,
é   um    amor   sem   pressas   e  sem   cobranças  . . .



imagem  _    Kathy   Grieb  _

sábado, julho 14, 2012

Côr de emprestar



















Quando
a   gente   gosta ,  a   gente   começa   emprestando  
um   livro ,  um   casaco ,  um   guarda   chuva , 
até   que   somos   mais   emprestados   do   que   devolvidos .
Gostar   é   não   devolver ,   é   se   endividar    em    lembranças .


Fabricio  Carpinejar
Carrie   Vielle


Uma   coisa   que   não   empresto ,  porque   já   ma   roubaram   uma   vez ,  e  tive   muita  dificuldade   em    reaver ,     é_____________________________a   alma !

segunda-feira, julho 09, 2012

Côr de amabilidade


















Não,
 não ofereço perigo algum . . . 
sou quieta como folha de outono esquecida entre as páginas de um livro , definida e clara como o jarro com a bacia de ágata no canto do quarto . Se tomada com cuidado , verto água límpida sobre as mãos para que se possa refrescar o rosto , mas se tocada por dedos bruscos num segundo me estilhaço em cacos , me esfarelo em poeira dourada  . Tenho pensado se não guardarei indisfarçáveis remendos das muitas quedas , dos muitos toques , embora sempre os tenha evitado .
Aprendi que minhas delicadezas nem sempre são suficientes para despertar a suavidade alheia , e mesmo assim insisto  . . .  



Caio Fernando Abreu  _  
Os dragões não conhecem o paraíso  _

Mateo  Arfanotti ,


Mas  apesar  da  insistência  continuo  com  sede ,
fome  ...  enfim , uma necessidade  atroz______________________________ de   amabilidade

sábado, julho 07, 2012

Côr de só uma coisa



















Quando
eu   nasci  ,  as   frases   que   hão -  de   salvar   a   humanidade   já   estavam   todas   escritas ,  só  
 faltava   uma   coisa . . .  salvar   a   humanidade .




José  de  Almada  Negreiros
Daniel  Cnway


Lamentavelmente   . . .
essa   coisa  continua  a __________________faltar  !

quinta-feira, julho 05, 2012

sábado, junho 30, 2012

Côr de familia



















Em   Assunção   do   Paraguai ,  morreu   a   tia   mais   querida   de   Nicoleta   Escobar .  Morreu   serenamente ,  em   casa  ,  enquanto   dormia . 
Quando   soube   que   morrera   a   tia  ,  Nicoleta   tinha  seis   anos   de   idade   e   milhares   de   horas   de   televisão .
E   perguntou  . . .
Quem   a   matou  ?  




Eduardo   Galeano _  De  pernas  para  o   ar _
Bob  Doucette

sexta-feira, junho 29, 2012

terça-feira, junho 26, 2012

Côr de meias no final

VIVA    PORTUGAL !















Vamos  mas  é  à  triste  realidade .




imagem _  net _ 

segunda-feira, junho 25, 2012

Côr de . . .por favor

Por favor . . .






Amemos  a   Natureza  e  tudo  que  nela  existe  !


domingo, junho 24, 2012

Côr de para quê ?



















Não ,
não   esqueci   que   o   Verão   já   chegou   e   que   hoje   é   dia   de   S.   João .
Mas   para   que   falar   de   coisas   que   todas   as   pessoas   sabem  ?

sábado, junho 23, 2012

Côr de . . . encontro




















Não
havíamos marcado hora , não havíamos  
marcado   lugar .
E , 
na infinita possibilidade de lugares , na infinita possibilidade de tempos , nossos tempos e nossos 
lugares coincidiram .
E  deu - se  o  encontro .



Rubem  Alves
Rafa  Olbinski


São   os   melhores  !

sexta-feira, junho 22, 2012

terça-feira, junho 19, 2012

Côr de não lamentes



















Óh  !
Fugiu . . .   . . .


Não  tenhas   pena .
Foi   para    alguém    que  precisava_________________________ d´um .  




imagem  _  Banksy _ 

domingo, junho 17, 2012

sábado, junho 16, 2012

Côr de novo início




















No fim do silêncio está a resposta .
No fim dos nossos dias está a morte.
No fim da nossa vida , um novo início.




Lao Tzu
Ximo  Gascon


E tudo faz parte da  Existência ,  não  sendo  a  vida  destituída  de sentido e  nem  dependente               do  acaso . 

terça-feira, junho 12, 2012

Côr de Maria Keil



















O mundo é deslumbrante , 
mas não é bonito _
ver aqui  e  aqui


Maria   Keil
imagem _  Maria  Keil _

domingo, junho 10, 2012

Côr de Luis de Camões



















E , afora este mudar-se cada dia ,
Outra mudança faz de mor espanto . . .
Que não se muda já como soía .




Luis  Vaz  de Camões
Julio  Pomar

sábado, junho 09, 2012

Côr de minha Mãe















Mãe ,
cada   palavra   que   me   ensinaste   repete   mil   vezes   o   teu  nome  .


José  Luis   Peixoto




Tão  verdade !

quinta-feira, junho 07, 2012

Côr de sonhador



















Quando ,
mataram   o   sonhador  , quem   ficou   com 
os   seus ________________________   sonhos ?





Imagem  _  Rina  H  _

terça-feira, junho 05, 2012

Côr de muito menos




























A  propósito ,
não  resistiremos  a  recordar  que  a  morte , por si mesma ,

sozinha , 


sem qualquer ajuda externa , sempre matou muito  menos 

que  o  homem  .






José   Saramago   _   As  intermitências  da  morte _
Aubrey   Beardsley





Mas  não  deixa  , 


de   ser   mais_________________________temida !  

domingo, junho 03, 2012

Côr de devagar

















A
função  das  asas   não   se  resume   ao   voo  em   si    . . .
elas   nos   transportam   a  sítios  elevados ,   para  de  lá  , olharmos  devagar ,  o   mundo  .





imagem _  Tomaz A . Kopera  _

quinta-feira, maio 31, 2012

Côr de Criança




















Amam - me ,
não  me  amam  ,  amam   . . .  sim ,  não  ,  sim  . . . 
 . . .
E    eu   ,  irei    amar  ,  se  me    amarem  ?




Imagem  _   Slava Groshev  _