A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

sábado, março 29, 2014

Côr de invisível





















Com
a   tua   língua   atravessada   por   uma   ignorância   luminosa   falas   de   uma   flor   invisisível .
Falas   de   ti   mesma .

nunca   tive   nas   mãos 
uma   flor   invisível .






António  Gamoneda
imagem _  Laura   Serra  _ 



Também   gostava   .
 ...  de   ser  uma  flor   ?  
Não  .   
Invisível  . . .

quinta-feira, março 27, 2014

Côr de teatro



















Uma
das  várias   artes   que   suportam   a   maior   e    mais   difícil  . . .
a   de   viver .









imagem  _  Michael   Cheval  _

sexta-feira, março 21, 2014

Côr de poesia
























 


imagem  _  Alphons  Mucha  _

Côr de floresta
























imagem _  Vladimir  Krush  _

quarta-feira, março 19, 2014

Côr de motivo






















Quando ,
um   livro   me   escolhe ,  o   motivo   é   sempre   
o   mesmo . . .

reabrir  
uma   ferida   que   estava  mal   cicatrizada .









imagem _  Lui   Jover _

sábado, março 15, 2014

Côr de gritos




Entre  mim  e  o  meu  silêncio  há  gritos
de
cores  estrondosas 












José  Luis  Peixoto _  A Criança em Ruínas  _
imagem _  Stasys  Krasauskas _

quinta-feira, março 13, 2014

Côr de quietude




Estou  nu  diante  da  àgua  imóvel .
Deixei  
minha  roupa  no  silêncio  dos  últimos  ramos .

Isto  era  o  destino . . .  

chegar  à  margem  e  ter  medo  da  quietude  da  água . 









António  Gamoneda  _  Livro  do  frio _
imagem  _  Odilon Redon _

terça-feira, março 11, 2014

Côr de ... onde me doi




















Toca-me onde me dói e verás
uma flor a abrir-se lentamente
sobre a pele .

Toca-me
por isso devagar , não me lembro
da primavera que fez nascer a
doença sobre a ferida , não sinto
o recorte da cicatriz que o tempo  pousou  nela .

Agora chama-me ao  peito  com  as as mãos ,
diz  o  meu nome com os dedos a serem rios
que latejam no coração adormecido .

Não adivinhes . . .
lá , onde me doer , vou recordar-me .







Maria do Rosário Pedreira[ c/ alguns cortes ]
imagem  _   Pam Awkes _

domingo, março 09, 2014

Côr de matrimónio





















Embora
estivessem   casados   há   apenas   uns   meses , 
não  eram   capazes  de   parar   de   discutir  quase   permanentemente .  Por   essa   razão ,   decidiram   visitar   um   homem   que   tinha   fama    
de   conselheiro .
Puseram -  no   a   par   dos   temas   das   discussões ,  porque   cada   um   pensava   ter   razão   sobre  
o    outro .
O   conselheiro   disse  . . .
_  O   par   perfeito   é   aquele  é   aquele   em   que   
os   dois   se   transformam   num  só  . _
Então   muito   aflitos ,   ambos   perguntaram   em   uníssono  . . .
_  Mas   em   qual   dos   dois  ?  _  






Ramiro  Calle  _  Os  melhores  contos   espirituais _
Imagem  _   Michael Parkes


  "  dois   transformarem - se  num  só " ,  nunca .  Onde  fica  a   liberdade   de  ser .


E    o   ego  ?  
Quando   a   liberdade   é   verdadeiramente   sentida ,   o   ego   vive   tranquilo  e   manifesta - se   muito    suavemente .

quarta-feira, março 05, 2014

Côr de sem asas
















jogou-me do alto ,
reteve minhas asas
e nenhuma nuvem
para me amparar .

cabeça na pedra ,
os miolos voaram ,

o coração segurei
com as duas mãos  .







Líria Porto
imagem  _  Sara  Tyson _

domingo, março 02, 2014

Côr de permissão




















Se
eu   quisesse   enlouquecia .
/
Não  aguentamos   a   desordem   estuporada   da   vida .





Helberto  Helder _  Os  passos  em   volta  _
imagem _  Catrin Arno _





A   vida  . . .  a   vida   nada   tem  a   ver   com   a   loucura .
Nós  sim !
Nós   é   que    permitimos   que   nos  vão   enlouquecendo. . .

sábado, março 01, 2014

Côr de sorriso . . .


















imagem _  René  Milot _