Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi




A _ cor _ dar , é preciso !


sábado, janeiro 05, 2013

Côr de a tal glândula . . .




Uma
das mais bonitas histórias da América Latina conta que os deuses maias fizeram várias tentativas de criar a mulher e o homem , porque estavam muito entediados   e queriam ter com quem conversar . Então , fizeram de diferentes formas e fracassaram , era um desastre , até que encontraram a forma  . . .
de que a gente fosse a gente , feitos de milho . Os deuses maias nos fizeram de milho e por isso temos todas as cores , como o milho . Não o milho transgênico , nem o químico que nos estão vendendo agora.
Mas , antes de chegar no milho , os deuses maias tentaram , por exemplo , fazer a mulher e o homem de madeira e ficaram perfeitinhos , mas tinham um inconveniente  gravíssimo . . .  não respiravam, e como não respiravam, não tinham palavras para dizer, porque da boca não saía nada.
E eu sempre  pensei  se não respiravam , também não tinham desalento . Para ter fôlego , é preciso ter desalento . Para você se levantar tem que saber cair , para ganhar tem que saber perder . E temos que saber que assim é a vida e que você cai e se levanta muitas vezes , e que alguns caem e não se levantam nunca mais , geralmente os mais sensíveis, os mais fáceis de se machucar , as pessoas que mais dor sentem ao viver , as pessoas mais sensíveis são as mais vulneráveis.
Em contra  partida , esses filhos da p*** que se dedicam a atormentar a humanidade vivem vidas longuíssimas , não morrem nunca , porque não têm uma glândula , que na verdade é bem rara ,  e que se chama    consciência .



Eduardo  Galeano
Paul   Cadmus

1 comentário:

Nilson Barcelli disse...

"Em contra partida , esses filhos da p*** que se dedicam a atormentar a humanidade vivem vidas longuíssimas"
ahahah...
Gostei do texto, é interessante.
Agora já percebi por que te dizem "és boa comó milho"... desculpa, não resisti...
Beijo, minha querida amiga Maria.