A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

quarta-feira, outubro 15, 2014

Côr de asas frias

















Tinha  o  cheiro  da  fome , língua  amarga
das  noites  sem  manhã ,  o  sol  filtrado
nas  frinchas  da  parede  onde  cresciam ,
metáforas de  medo  ,  fungos  pardos ,
poemas  de  veneno  e  asas   frias .







Puri  Fontes_   Poemas de Veneno e Asas Frias _
imagem  _     Marina  Terauds

5 comentários:

PAULO TAMBURRO. disse...

Olá

Sei que você já é minha seguidora seguidor em um dos meus blogues, o que sempre me honrou muito e a sigo aqui há muito tempo

Agora,convido para que você decida se não quer acompanhar-me nos outros e quanto a sua postagem ,li, mas só pelo texto com preendi todo o resto.

Acredita?

Isto acontece quando os titulos são o próprio texto.

Espetacular!!!

Meus outros blogues são:

FALANDO SÉRIO.
http://ptamburro.blogspot.com.br/

FRAGMENTOS DO ACASO
http://paulotamburrosexo.blogspot.com.br

E como ninguém é de ferro venha ser o seguidor número 2 336 do nosso blog de humor:

HUMOR EM TEXTOS
http://paulotamburro.blogspot.com.br/

FOTOFALADA
http://tamburrofotofalada.blogspot.com.br/

COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO

http://adoraonoturnafeminina.blogspot.com.br/

Um abração carioca.

Luis Filipe Gomes disse...

Gostei da gravura.
Gostei muito da tua foto apesar da expressão de apreensão que transparece.

Alguma gafe no texto do poema "se manhã o sol filtrado" não soa bem.
Abraço.

Lilá(s) disse...

Espero que as cores quentes regressem rapidamente a este espaço...
Bjs

Lilazdavioleta disse...

Luis
quando estava a copiar o poema do livro , de certeza que "viajei " , pois havia uma série de lacunas no anterior
Agradeço a chamada de atenção .

São disse...

Gostei de te conhecer !

O poema é bom, mas muito desolado...

Abraço amigo, Maria :)