A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

terça-feira, junho 02, 2015

Côr de não fales
















Preciso  do  teu  silêncio  cúmplice
sobre minhas falhas .
Não fales .
Um sopro , a  menor  vogal
pode  me  desamparar .
E  se  eu  abrir  a  boca ,
minha  alma  vai  rachar .
O silêncio , aprendo ,
pode  construir.
É um modo
denso / tenso
de coexistir .
Calar ,  às vezes ,
é  fina  forma de  amar.





Affonso Romano de Sant'Anna

5 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Sim! Ás vezes o silêncio é amor, e saber fazer silêncio é uma forma de amar profundaamente.

Emília Pinto disse...

O silêncio é muito necessário para o nosso equilibrio mental; aqueles instantes em que sabemos só pensar em nós, refletindo com o nosso eu no que fizemos com o nosso dia são preciosos para a nossa serenidade. Saber fazer silêncio quando vemos o outro inquieto é uma arte que devemos aperfeiçoar a cada dia. Para mim, silêncio demais, também não ajuda em nada, faz-nos sentir solidão, mas depois de um dia ruidoso ou em casos de sofrimento o silêncio faz-se necessário para que a nossa alma se aquiete. Se uma pessoa está a sofrer o melhor é deixá-la no seu canto respeitando o seu coração doído. Não há palavras que nesse momento a aquietem. Dentro dela tem tudo para que se anime; precisa é de ganhar coragem para arranjar forças. O seu EU a ajudará e aí sim, palavras de compreensão farão o resto.
Adorei a cor do bom humor; neste caso esta cor também não é muito fácil de conseguir; vários tons têm que ser misturados até que se obtenha essa cor preciosa que poucas pessoas têm. Rir de nós mesmos é a mais difícil de se conseguir já a de rir dos outros, essa, infelizmente aparece pronta no guache.. ´´e só abrir
Beijinhos, amiga e obrigada por este belo momento colorido.
Emília

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Olá Maria ,

Excelente Poema aqui publicado que nos remete para o Valor inestimável do Silêncio solidário, em certos percursos da nossa imperfeição humana e da sua fragilidade ...

Um Abraço e Bom resto de semana :)
Luis Sousa

São disse...

Gosto do silêncio...e gostei deste poema!

Abraço , Maria,. e boa semana

Rua Sem Dono disse...

Cor da Flor!!!

Esse poema me tocou assim...
Me abraça, me entende e me acolhe... Pois só eu sei, pra mim,
a dor inerente de ser humano...

Beijos