A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

sábado, março 17, 2018

Côr de ?















Não  quero   que  seja   um    adeus   . . .  
um   até   breve ,  peço  eu   à    existência , e   lutarei   para   que   tal   aconteça .

O   grande  senhor  Tempo  o  dirá .







Deixo ,  entretanto ,  uma  frase  ,  "   roubada  "  ,  que   tenho   repetido   ultimamente  . . .
 _  Deus ,   preciso   saber   ajudar -Vos    a    ajudar - me _ 

4 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Que dizes tu?!

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Acho que sim.Ajuda-O...

Estive ausente como explico lá.

Beijinho doce

Emília Pinto disse...

Que cor será esta? Também não a saberei definir... mas nota-se aqui uma certa melancolia, mas também uma esperança de que possamos dizer a este instante " até breve " e nāo um adeus. Só o tempo dirá se no próximo instante ainda existiremos. Não sei sei se alguém nos ajudará nestas inquietações que nos assolam... beijinhos, Maria e que esta cor seja verde de esperança num amanhã mais sereno, sem aquelas perguntas para as quais não obtemos resposta. Uma boa Páscoa, amiga
Emilia

CÉU disse...

Olá, querida Maria!

Sabia que não estava bem. Sou intuitiva e a temática dos seus posts e os seus silêncios diziam-me isso mesmo.

Não sei definir a cor, mas não é bonita, nem viva. Está meia desmaiada. Não a quero sentir assim. Quero-a como uma violeta ou uma rosa. Pode ser?

Não se feche aos outros, pois isso só agravará o seu estado físico e anímico.

Não espere k os outros fazem pela Maria, a ajudem, faça a menina mesmo. Eu sei k isto em teoria dá certo, mas na prática é difícil. Há k ter força de vontade, boa autoestima e jogar mão à psicologia. Parece-me k precisa de desabafar.

A minha mão esquerda foi intervencionada dia 06 por dedo em gatilho e contratura, e correu tudo lindamente. Estive uma semana em casa e depois toca a escrever, a trabalhar, embora com algumas dificuldades. Já fui operada à dta há dois anos, por escrever muito, mas como eu não tenho tino (rs) e não posso passar sem escrever, olhe, dá nisto.

Uma Páscoa feliz e coma, se não interferir com a sua glicemia, um coelhinho de chocolate. Sabe bem e conforta!