Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi




A _ cor _ dar , é preciso !


quinta-feira, abril 29, 2010

Côr de Dança .



Para mim , a melhor cena do filme . [ Gregory Hines e MiKhail Baryshnikov ]

segunda-feira, abril 26, 2010

Côr de voltarei à minhaTerra .

*

*

Letra _ Tiago Torres Silva _

Musica _ Armandinho , com arranjo de Pedro Joia .

domingo, abril 25, 2010

Côr de 25 de Abril .



A esperança diz ao desalento . . .

_ apesar das fortes ventanias _

__________para mim_____________________

25 de Abril ,
_____________________Sempre !

sexta-feira, abril 23, 2010

Côr de Livro .


A pena é a lingua da alma .


Miguel de Cervantes

quinta-feira, abril 22, 2010

Côr de Terra .



Vivemos tempos de grandes sofrimentos .

Tardamos a compreender que eles advêm do nosso comportamento . . .
Espoliamos o planeta , agredimos a natureza , contaminamos a água , o ar , a terra .

Muitos continuam ignorando o que é ser harmónico consigo e com toda a Existência .
Cientistas proclamam que há muito sabem , mas ocultavam , que o coraçãoo da Terra está prestes a explodir , e violentamente !

Mas ...
Há , porém , uma esperança . É que no meio da destruição , fica sempre uma semente por abrir .
E são os que acreditam e têm essa esperança , que têm o dever de operar de forma que ela rompa a casca e germine .

Estão aí .
A destruição e a cura .
Recordemos , então , que depois de uma morte , surge uma nova vida
e
que o coração deste belo planeta voltará a bater forte e sadío .
Está nas nossas mãos !

Oxalá !

segunda-feira, abril 19, 2010

Côr de acreditar .



A noite passada sonhei com um anjo !
Não . . .
a noite passada vi um anjo , belo , cheio de luz e cor .
Deixou uma pena das suas asas sobre a minha almofada .
Não era necessário ... ...

Como acredito neles ,

Eles _____
existem !

sábado, abril 17, 2010

Côr de chave .


*
Deixa ficar a flor ,
A morte na gaveta ,
O tempo no degrau.

Conheces o degrau ...
O sétimo degrau
Depois do patamar .
O que range ao passares.
O que foi esconderijo
Do maço de cigarros
Fumado às escondidas...

Deixa ficar a flor.

E nem murmures.
Deixa o tempo no degrau ,
A morte na gaveta.
Conheces a gaveta ...

A primeira da esquerda ,
Que se mantém fechada .
Quem atirou a chave
Pela janela fora
?

Na batalha do ódio ,
Destruam-se , fechados ,
Sem tréguas , os retratos
!


Deixa ficar a flor.

A flor
?

Não a conheces.
Bem sei . Nem eu . Ninguém.

Deixa ficar a flor.

Não digas nada. Ouve.
Não ouves o degrau ?
Quem sobe agora a escada
?
Como vem devagar !
Tão devagar que sobe ...

Não digas nada . Ouve ...
É com certeza alguém ,
Alguém que traz a chave.


David Mourão Ferreira

terça-feira, abril 13, 2010

Côr de posição .


/
_ E qual é a posição dos deputados ?

_ Na aparência , sentados ,
por dentro , ___________ de cócoras . _


Eça de Queirós _ Uma Campanha Alegre - 1890 _

sábado, abril 10, 2010

Côr de métodos caseiros .


*
O crime é o espelho da ordem .
Os delinquentes que povoam as prisões são pobres e quase sempre atuam com armas artesanais e métodos caseiros .
Se não fosse por esses defeitos da pobreza e do feitio artesanal , os delinquentes de bairro bem poderiam ostentar coroas de reis , cartolas de cavalheiros , mitras de bispos e quepes de generais ,
e
assinariam decretos governamentais em lugar de apor a impressão digital ao pé das confissões .


Eduardo Galeano _ De pernas pro ar _

sexta-feira, abril 09, 2010

Côr de mãos da terra .




Abre os olhos e encara a vida!
A sina tem que cumprir-se! Alarga os horizontes!

Por sobre lamaçais alteia pontes ,
Com tuas mãos preciosas de menina.

Nessa estrada da vida que fascina ,
Caminha sempre em frente , além dos montes
!
Morde os frutos a rir . Bebe nas fontes .
Beija aqueles que a sorte te destina
!


Trata por tu a mais longínqua estrela ,
Escava com as mãos a própria cova
E depois , a sorrir , deita-te nela
!


Que as mãos da terra façam , com amor ,
Da graça do teu corpo , esguia e nova ,
Surgir à luz ... a haste duma flor
!


Florbela Espanca _ Charneca em Flor _

quarta-feira, abril 07, 2010

Côr de Universos .


/
A Doutrina Secreta ensina o progressivo
aperfeiçoamento de todas as coisas,
tanto dos mundos como dos átomos.
E este estupendo aperfeiçoamento não tem
um começo concebível nem um fim imaginável.
Nosso " Universo " é apenas um de um infinito
número de Universos, todos eles " Filhos da Necessidade ",
porque na grande cadeia cósmica de Universos ,
cada elo acha-se numa relação de efeito
com referência ao antecessor ,
e de causa com referência ao sucessor.


Helena Blavatsky _ A doutrina Secreta [ 1888 ] _

terça-feira, abril 06, 2010

Côr de um olhar , apenas ?!





Por vezes ,
____________ tudo pode acontecer ,
apenas ,
____________________com um olhar
!

segunda-feira, abril 05, 2010

Côr de vivo em roxo .



Numa incerta melodia
Toda a minh'alma se esconde.
Reminiscencias de Aonde
Perturbam-me em nostalgia...

Manhã d'armas
! Manhã d'armas !

Romaria! Romaria!

Tacteio... dobro... resvalo...

Princesas de fantasia
Desencantam-se das flores...

Que pesadelo tão bom _____
____
Pressinto um grande intervalo,
Deliro todas as côres ,
Vivo em roxo e morro em som...
!



Mário de Sá Carneiro .

domingo, abril 04, 2010

sábado, abril 03, 2010

Côr de Alma .



Minha alma tem o peso da luz.
Tem o peso da música.
Tem o peso da palavra nunca dita , prestes quem sabe a ser dita.
Tem o peso de uma lembrança.
Tem o peso de uma saudade.
Tem o peso de um olhar.
Pesa como pesa uma ausência.
E a lágrima que não se chorou.
Tem o imaterial peso da solidão , no meio de outros.


Clarice Lispector .

quinta-feira, abril 01, 2010

Côr de O têns .



É de muito trabalho
É de pouco proveito
A viagem a Roma .

O Rei que persegues
Ou O trazes contigo
Ou não O hás - de achar .

Poema anónimo Irlandês _ Rosa do Mundo - poemas para o futuro _