A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

terça-feira, outubro 22, 2013

Côr de suicídio















Transporto   vagamente
pelo   corpo

um   brando   suicídio
de   manhãs

viagem   retomada
corpo   e   sono

memória   retomada
sono
e    lã





Maria   Teresa   Horta
imagem _  Franco  Fusani _

1 comentário:

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Mas esta cor parece-me indefinida...uma cor entre o preto e o cinzento, com uma leve tonalidade esbranquiçada pela manhã que se vai tornando cada vez mais escura ao aproximar da noite; nunca se sabe que cor predominará no minuto que se segue. É assim uma alma inquieta...uma alma perturbada..aflita. Não conhecia e gostei, apesar de triste. Mas este tempo...esta situação em que se encontram todos os portugueses não nos permite outra cor mais garrida.
Beijinhos, amiga e até sempre!
Emília