A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

segunda-feira, julho 14, 2014

Côr de amigo





















Por  ti  falo. 
E  ninguém  sabe. 
Mas  eu  digo  . . .
meu irmão    minha amêndoa    meu amigo
meu tropel de ternura    minha casa
meu jardim de carência    minha asa. 









José  Carlos  Ary  dos  Santos
imagem _  Alexander  Bourganov _

7 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Cada palavra com o peso inteiro de um pedaço de vida.

Lilá(s) disse...

E eu digo: que lindo!
Bjs

São disse...

Lindo poema.

Bons sonhos, Maria :)

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Amigos para mim,
são presentes.
Entram na vida da gente,
não se sabe a hora,
mas entende-se o porquê.

Desejo para ti,
a vontade infinita de ser feliz,
amando de forma plena
cada segundo da vida,
sem ontens ou amanhãs,
mas com a certeza e as possibilidades
do presente...

Emília Pinto disse...

Esta é uma das cores mais bonitas, amiga!Sem uma amigo não somos nada; pelo menos a mim fazem-me muita falta. Não preciso de muitos...dois ou três sinceros e bons já me bastam. Fica bem, querida amiga e parabéns pela cor que escolheste. Um beijinhos
Emília

Mariazita disse...

Que cor tão linda, Maria!
Uma das mais bonitas que conheço.
A imagem é giríssima.
E Ary dos Santos... o eterno poeta! Inesquecível.


PS - Anotei a tua reclamação respeitante à sinusite.
A minha receita é: insiste, insiste, insiste! Vais ver como acabas com ela (a sinusite, claro!) :))))))))))))

Beijinhos

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde Maria.
Linda a cor do amigo!
A cor da vida!
abraço fraterno!
Maria Alice