A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

terça-feira, dezembro 08, 2015

Côr de ... vem serenidade

2 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

É belíssimo o poema. De uma beleza desvairada. De uma pungência agreste. Fico sempre um pouco atordoado quando o ouço e quando o leio. E quando o leio é com o ritmo e a voz do Mário Viegas que o sinto.
Agradeço-te a presença através dele.

AC disse...

Maria,
Um poema e tanto, que ganha asas na inconfundível voz de Mário Viegas.
(Espero que a recuperação da intervenção cirúrgica esteja a decorrer da melhor forma)

Um beijinho :)