A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Côr de a meu favor
























A meu favor tenho o teu olhar
testemunhando por mim
perante juízes terríveis . . .
a morte , os amigos , os inimigos . 


E aqueles que me assaltam
à noite na solidão do quarto
refugiam-se em fundos sítios dentro de mim
quando de manhã o teu olhar ilumina o quarto .

 
Protege-me com ele , com o teu olhar ,
dos demónios da noite e das aflições do dia ,
fala em voz alta , não deixes que adormeça ,
afasta de mim o pecado da infelicidade . 









Manuel António Pina
imagem  _   Redmer   Hoekstra

3 comentários:

AC disse...

Gosto muito da poesia de Manuel António Pina. Nota-se que sente o que escreve.

Um abraço, Maria :)

Smareis disse...

Boa noite Maria!
Lindo poema , gostei muito.
Desculpa a ausência por aqui. Minha pausa no blog acabou demorando um pouquinho mais.
Um abração, e boa semana!

Smareis disse...

Vim te deixar um abraço e desejar um ótimo fim de semana!
Um abraço, e um sorriso!
Blog da Smareis