A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

quinta-feira, outubro 02, 2008

Côr de nomen



O
Verdadeiro nome
de qualquer homem
é
o verbo composto por todas as letras que leu , escreveu e disse ,
durante
a sua vida
inteira
!


Paulo Teixeira Pinto

6 comentários:

Dry-Martini disse...

Impressionado não sei se com o poema se com o autor .)

Mas gostei
XinXin

Lilazdavioleta disse...

Sabe que todo o livro é interessante ?
Aquela frase ... " todo o homem é
um mundo ", é mtas vezes , verdade .

de.puta.madre disse...

Na sua coluna de página y mais páginas de um jornal que não me lembro o nome, Paulo Teixeira Pinto deixava lá uma mancha de tinta que prospectivava de Poesia. POESIA!? Isso. Quando no Verão de 2005 foi alertado para o facto de o Responsável do Departamento da Imagem Institucional do millennium bcp - o João Miranda (ao ter sido colocado ao corrente - em detalhe (!) - sobre o Roubo e Vandalização de um Projecto de Divulgação e Promoção da Língua Portuguesa e seus Poetas pela Delta-Cafés; empresa a quem o millennium bcp, agora pagava para ver as suas felicitações de Natal aos portugueses impressas nos Pacotes de Açúcar) - ter igualmente socorrido-se da mesma TRAMOIA para propor a campanha de Promoçãoda Fundação millennium bcp no Diário de Notícias y, assim, levar a imagem da Fundação mbcp e o seu papel de Mecenato-Cultural ao conhecimento do Cidadão Comum. Pois. Foi um enorme SILÊNCIO. Um Silêncio grosseiro, abjecto; um silêncio de Traste, de Pulha, de Cobarde; um silêncio de homem sem Eles em nenhum sítio, sem sequer saber o que isso era - o sítio onde eles devem estar e permanecer, quando a hombridade, a verticalidade, a autenticidade é a única coisa que está para pôr na arena; ali, essa arena onde o combate apenas deve usar a arma da verdade. POETA!? Ser-se poeta não é uma coisa que se compre como um curso. Pode lançar, mancha de texto atrás de mancha de texto; palavras alinhadas em filas de versos. Pode até, nem duvido, ter leitores-compradores, declamadores por encomenda de palavras que das suas bocas sairão nuas y aputanhadas. Paulo Teixeira Pinto ocultou um ROUBO à Língua Portuguesa, à Poesia e seus Poetas, para - à custa deles - também trazer proveitos para o seu Banco. Agora Transfigura-se em POETA!? Como pode tal Canalha querer ser o que nem sequer parece ser.
Quinta-feira é lançado mais um objecto-livro-abjecto que se faz passar por poesia. com a singela assinatura Paulo teeixeira Pinto.
F-se! Paulo Teixeira Pinto: nem poeta; nem De Puta Madre! F-se! A Verdade Não Prescreve!
PS.1: Esta éstoria não me foi contada. Eu vivi-A!
PS.2: Desavergonhice é um conceito do Thomas Bernhard, PTP é um exemplo dele, aplaudido por uma Sociedade Cívil temente y demente na veneração ao abjecto.
PS.3: Tentei, tentei, tentei ... contactar a comunicação Social, inclusive o Diário de Notícias todos se curvaram à desavergonhice. A desavergonhice Manda y é a enorme Rainha, a donzela de estimação.
.............
PS! Ao poema: Vão ler António Franco Alexandre e depois pensem lá o que é isso da POESIA! Vale

Lilazdavioleta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lilazdavioleta disse...

Só agora , vi a 1ª via deste texto.
Existe uma 2ª no meu post do dia 8
Espero que a Senhora ñ se torne
o meu censor poético.
Que o seu desagrado se dirija apenas a Paulo Teixeira Pinto.
E com a " abertura " que parece ter , considere que além de António Alexandre Franco, há mais
POETAS .
E , mais , que alguns de nós até já fujimos ao rebanho, ñ necessitando " de pastor ".
E só mais uma pergunta , no seguimento da conversa que tivemos hoje , dia 8 , . Porque há uma "certa dificuldade " em comentar as suas postagens ?
Ou seremos as duas ignorantes.
A Senhora não sabe linkar e eu ñ sei comentar !

de.puta.madre disse...

"o meu censor poético?" ...,ora,Lilazdavioleta, diga lá onde existe Poesia nos seus dois Post's Paulo Teixeira Pinto? Para se ser censor tem de existir poesia ... Logo eu não sou censor dos seus Post, nem de Post nenhum. Quando leio poesia elogio. Pois, é coisa rara!
....... Por Outro Lado! .....;
A sua mudança de tom é engraçada... O De Puta Madre passou a um estridente Senhora ( n deixa se ser divertido ..., mas enfim ...)
Lamento que não consiga perceber a diferença entre Poesia (P. Ex.: AFA) e alinhamento de palavras em mancha de verso .... O Thomas Bernhard explica esse fenómeno em vários livros y o Musil também y se ler o Marcel Prout por certo não terá mas dúvidas ...
........ Por último ......;
Nos meus Post's já está tudo pensado! Percebe? Não carecem de comentários. Às vezes tenho visitas de quem faz vida de pensar y cumprimenta. Y deixa um nome Dino Valls ( visite a Página! Deslumbrante! Visite tb a página do Saturno Buttò! Fascinante. Ou Visite a Página da Suzzan Blac! Majestosa!) Vá. Há coisas que se fruem, não são para comentar! São F-se! O nome do meu Blog! Vale.

PS.: Visitei outro Blog seu... Muito Bo-ni-to! Como gosto de escrever a palavra quando Gosto! vale.