A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

quarta-feira, agosto 18, 2010

Côr de Oração Simples .


/
Num dia longínquio tinhamos estados todos nus , desarmados , frágeis .
Nesse dia , o nosso olhar tinha sido o mesmo . Um olhar olhar desprovido de preconceitos , brilhante de alegria .
Havia algo de pungente nessa imagem . Afinal , pensei enquanto subia o monte , para se deixar de odiar , bastaria ver as pessoas assim .
Comoção e compaixão .
Comoção pela nudez , compaixão pela fragilidade .
A mesma comoção e compaixão que sentia por todas as existências que continuavam a ignorar-se a si mesmas .
/
Crescer não significa esquecer o estado de recém nascido , mas reassumi - lo .

Quando cheguei ao cimo do monte , o vento começou a soprar e a temperatura desceu .
Lá em cima percebi que a morte já não me metia medo , porque morte e vida são duas formas de existir .
De repente o vento parou e começou a nevar .
Então , decidi voltar .
Pouco antes do convento , encontrei um veado com umas astes enormes . Roçava o pescoço e o focinho contra a casca de uma arvore . Julgava que ia fugir , ao ver - me , mas ficou quieto . Tinha uns olhos extraordinariamente negros e brilhantes . Não tinha medo , no seu olhar não havia julgamento ou desafio , observava - me apenas .
_ Os homens gostam de matar os animais porque têm inveja da sua graça natural _ dissera - me uma vez a irmã Irene .
Quando o veado se mexeu , pensei que ela tinha razão . Havia uma Graça no mundo vivo , e o homem fazia tudo para ser excluído dessa Graça .
/
Fiquei junto da irmã toda a tarde e toda a noite .
No dia seguinte , satisfazendo as suas ultimas vontades ,
envolvi - lhe o corpo num pano branco .
Tive que tirar com a pá alguma neve antes de chegar à terra , e alguma terra antes de conseguir sepultá - la .
Ela tinha - me dado uma folha de papel para eu ler . Era a oração simples de S . Francisco .
Quando li ... ... _ é - se perdoado .
Morrendo , ressuscita - se para a verdadeira vida _
a neve voltou a cair .


Susana Tamaro _ A alma do Mundo _

2 comentários:

Daniele O disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniele O disse...

Oi!
No simples é que estão as grandes sabedorias, pois poucos os que contemplam o simples!
Bjs
Ser Estranho Ser