A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

domingo, novembro 10, 2013

Côr de nós sabemos




















/
Esta   é   a   única   verdade
sabemos   que   vos   é   difícil   aceitá - la
envoltos como  estais   em   suborno   e   usura ,
bancos  alta   finança   empréstimos   externos
E   no   entanto ,   esta  manhã  um   pássaro
pousou   à   vossa   beira   embora 
inultimente 



A   pequena   dactilógrafa   matou - se
nós   sabemos   porquê

 Um   carpinteiro   desempregado   rasgou   a   roupa

e  saiu   cantando   para   a  rua 
nós   sabemos   porquê 

Uma   noite
a   jovem    costureira   não   voltou   para   casa
nós    sabemos   porquê

Um poeta   
roeu   as   unhas   enquanto   foi   possível
mas   faltou - lhe   a   coragem   no   momento   derradeiro
nós   sabemos   porquê

Nós   sabemos   porquê

Nós   sabemos   porquê

E   no  entanto  é   doce   dizer  pátria ,
sonhar   a   terra   livre   e   insubmissa
inteiramente   nossa ,
Sonhá - la  . . .

pura ,  alegre ,  acolhedora  ,  virgem
de  medos   mortos   insepultos 






Daniel   Filipe  [  pátria   lugar   de   exilio ]
imagem  _   Chema  Madoz _

7 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Nós sabemos e somos cúmplices.
Mesmo que sejamos involuntáriamente cúmplices. Mesmo que nos tenhamos batido para não sermos cúmplices.
Mesmo que a nossa cumplicidade seja a "falta de amor à vida" de um náufrago que não resistindo à hipotermia soçobra.

AC disse...

Amarga lucidez, a dos tempos que correm. Mas necessária.

Beijo :)

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E a este " nós sabemos " não sei que cor lhe dar. Não será uma cor das que mais gosto, porque não gosto deste " nós sabemos " e nada fazemos. Há corruptos, mas se tivermos uma oportunidade lá estamos nós a tentar corromper, mesmo que seja para pouparmos uns míseros tostões. A situação está péssima para aqueles que nem um pão têm, mas...lamentamos, é certo. Vamos para as ruas dias a fio, sem desistirmos para que as coisas mudem. Não vamos e eu, confesso a minha grande culpa; tento ajudar, mas é muito pouco. Cor? Um cinzento para não dizer preto daquele azeviche mesmo. Beijinhos, amiga e tenha uma semana colorida
Emília

São disse...

Gosto de Daniel Filipe

Pena que a nossa pátria permaneça de exílio...

Que a tua semana seha como desejas, MARia

Nilson Barcelli disse...

Soberbo.
E muito a propósito no momento actual.
Maria, tem uma boa semana.
Beijo, querida amiga.

PAULO TAMBURRO. disse...

MARIA,

sou seu mais novo seguidor.

Os brasileiros acompanham com apreensão esta crise de nossa pátria de sempre:Portugal.

Somos filhos desta sua gente Maria,filhos uns ingratos outros agradecidos,uns mais críticos , outros mais benevolentes, mas todos filhos da colonização portuguesa.

A situação de toda a Europa é muito difícil,mas bons ventos irão soprar e Deus queira que, sejam aqueles mesmos ventos que em tempos pretéritos,trouxeram até as terras brasileiras, a sua gente,Maria.

Temos no Brasil, muitas Marias e creia, todas elas de ventre fértil pela expectativa que Portugal possa,em um parto sem dor,fazer renascer nesta pátria de todos nós, a dignidade com a qual,todos vocês merecem conviver.

Sinceramente e um abração carioca,do Rio de Janeiro,Brasil.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um poema que retrata fielmente os tempos negros que estamos vivendo e que não se vê luz ao fundo do túnel.

Um beijinho com carinho
Sonhadora