A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

domingo, setembro 24, 2017

Côr de todos os dias


























A
estranha   prometeu   que   regressava   logo . Já  , o  mais  tardar .
Não  sei  quanto  demorou .  Talvez  umas   tantas  noites  ou  escassos  instantes . Nem  sei .
Porque  adormeci  ,  ansioso   por  me  suprimir .
Doeu - me  acordar .
Nesse   custo  ,  entendi   . . .
acordar  não  é  a   simples  passagem   do  sono  para  a  vigília .  É   mais  um  lentíssimo  envelhecimento . 
Cada  despertar   somando  o  cansaço  da  inteira  humanidade .
E   concluí  . . .
a   vida  toda  ela ,  é   um  extenso   nascimento  .




Mia  Couto _   Cada  homem  é  uma  raça pequeno   excerto ]  _
 imagem _   Olaf   Hajek  _






Depois   
desta   leitura , tornou -se  claro  ...  o  meu  acordar  sofrido  ,  roçando  a  uma  recusa .
Nascer  dói .

Mas , 
logo ,  logo , aparece  a   Natureza ,  com  as  suas  incomensuráveis  belezas ,  que  nos  pega na  mão   e   diz  . . .
_   dói  ,   mas   vale _        

2 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Acordar é sempre um sobressalto. Despertar um apaziguamento.

Emília Pinto disse...

É mesmo verdade, nascer dói, viver às vezes doi muito, embora cada amanhecer seja diferente e em cada um deles também nós estejamos diferentes, mas há muitas pessoas às quais a vida não dá um único momento de tranquilidade; a vida os exclui de tal maneira que eles nem sabem quando amanhece ou anoitece; são uns abençoados aqueles que conseguem abrir a janela e sorrir para o sol que brilha. Lindo e profundo, como sempre, Maria. Obrigada e espero que para ti não doa muito cada amanhecer que a vida te der. Beijinhos
Emilia