A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

terça-feira, junho 23, 2009

Côr de noite de todos os cheiros .


Hoje ,
vê-se espalhadas pela cidade , todas estas ervas aromáticas
e
flores .
Mais tarde , já noite _ a considerada mais longa , para os tripeiros e visitantes _ o seu aroma , misturar-se-á com o cheiro das sardinhas assadas e pimentos .

É pena , juntar-se a este cenário tão agradável um objecto que , segundo a minha opinião , não valorizou de forma alguma a festa .
O plástico , em forma de martelo estridente .
Não me atrevo a dizer que todas as pessoas aderiram , mas uma grande parte , sim
!
Que nome se pode dar a estes acontecimentos ... ... progresso ?!

Este ano , além do grando cansaço que me visitou , os ditos martelinhos expulsaram-me das ruas do Porto .
Paciência . . .
!
Já tive a minha cota parte de noitadas de S. João .

E ... ...
Mãos nas mãos , dedos nos dedos
entrelaçados assim ...
Vinte bicas de segredos
De duas fontes sem fim !
[Quadra popular de S. João de 1944 ]

6 comentários:

paulo disse...

Amiga ,
não será uma vingança ?
Deixaste-O por muito tempo , e mesmo cá , continuas a " ver-te " em Lisboa .

Bjo

Lilazdavioleta disse...

Paulo,

Será?
Não creio que as cidades sejam vingativas .
Ainda não estão suficientemente humanas .
E ñ é verdade que goste mais de uma que de outra .

São outros motivos .

Tem um bom S. João .

Bjo

Luis Filipe Gomes e Silvia Cunha Pedro disse...

A quadra é magnífica e mostra até que ponto pode ser erudita a poesia dita popular.
Luís

flor-de-lótus disse...

Gostei especialmente da quadra..
Relembrei algumas noites de S.João
onde se entrelaçavam as mãos e se diziam segredos por uma simples noite...

Beijinhos grandes

Lilazdavioleta disse...

Luis ,
também considero esta bastante bonita.
Mas existem outras( vão desde 1929 a 1978 ).

Obrigada pela visita .

Beijo,

Maria

Lilazdavioleta disse...

Flor-de-lótus ,
achei tão interessante ... onde se diziam segredos por uma simples noite.
E sobretudo se entrelaçavam as mãos...

Obrigaste-me ir á caixinha das recordações .
E foi bom .
Mas já voltei , porque hoje , mesmo sem S.João , se quizermos , ainda há mãos .

beijo grande