A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

quarta-feira, março 21, 2012

Côr de Poesia e Arvore















Sem
medo ,  o  poeta  , mesmo  de  olhos  vendados  ,   atravessa    o  precipício   real   que  o   levará   à      tão   necessária   Poesia ,
 conduzido  por   estas   Criaturas   que  ,  apesar   de   presas   ao   chão   pelas   raízes  ,    elevam    seus      braços   ao      sonho   estrelado  .




imagem  _  Rafal   Olbinski  _

2 comentários:

Margarida disse...

Que imagem linda! :)

Luis Filipe Gomes disse...

A ilustração é muito bonita. O texto também.