A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

terça-feira, março 06, 2012

Côr de talvez




















um conto Taoísta sobre um velho fazendeiro que trabalhou  seu campo por muitos anos.
 Um dia seu cavalo fugiu.
 Ao saber da notícia, seus vizinhos vieram visitá-lo. _  Que má sorte ! _  disseram solidariamente.
 _ Talvez  _  o fazendeiro calmamente replicou. 
Na manhã seguinte o cavalo retornou , trazendo com ele três outros cavalos selvagens. 
_ Que maravilhoso! _  os vizinhos exclamaram.   _
_ Talvez  _  replicou o velho homem. 
No dia seguinte , o  filho tentou domar um dos cavalos , foi derrubado e quebrou a perna. Os vizinhos novamente vieram para oferecer sua simpatia pela má fortuna. 
 _  Que pena  _  ,  disseram.
_ Talvez  _  respondeu o fazendeiro.
 No próximo dia , oficiais militares vieram à vila para convocar todos os jovens ao serviço obrigatório no exército , que iria entrar em guerra. Vendo que o filho do velho homem estava com a perna quebrada , eles o dispensaram.
Os vizinhos congratularam o fazendeiro pela forma como  as coisas  se   tinham  virado a seu favor. O velho olhou-os , e com um leve sorriso disse suavemente . . .
_  Talvez _



178 Contos Zen

imagem  _   Ah   Xian  _


Só   os    que   se   encontra   no   caminho   da   Sabedoria  ___________  não   têm  certezas .

1 comentário:

Luis Filipe Gomes disse...

E há para aí tanta gente em posição de prejudicar os outros que está cheia de certezas, talvez...