A _ cor _ dar , é preciso !






Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.

Mahatma Gandhi

domingo, outubro 18, 2009

Côr de precisas que te faça um desenho ? !


Vou falar-vos do desenho e creio poder dizer-vos alguma coisa de novo sobre a mais antiga das expressões . Nenhuma outra forma de pensamento chegou até nós mais próximo do seu aspecto primitivo do que o desenho. Todas as origens se dispersaram pelas infinitas direcções do tempo e da geografia , mas as rochas conservam os traços que nem o tempo desfez nem a geografia mudará jamais .

Tem o desenho um sentido universal que o distingue de qualquer outra expressão universal do homem .

Se fosse possível reunir os desenhos de crianças de todo o mundo e desconhecendo as respectivas nacionalidades , ninguém saberia , através desses desenhos , indicar a pátria do seu autor .

As crianças de todo o mundo são iguais na espontaneidade dos traços instintivos do homem .
São iguais até que o instinto deixa de ser a única força que as conduz.
/
O desenho não é simplesmente um cojunto de linhas ou traços.
O desenho é o nosso entendimento a fixar o instante .
/
Por isso o desenho é o melhor amigo do entendimento .
É corrente , quando alguém não percebe o que se diz , acrescentar ... Precisas que te faça um desenho ?!


Almada Negreiros

2 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Eu preciso sempre que me façam um desenho. Mas nunca fazem.
...................................Por vezes quando olho os desenhos que fiz tenho uma inquietação. Será que os outros enxergam o que eu vejo?
...................................
Há desenhos em que estou despido, e outros em que é o Rei que vai nú.
...................................
Há desenhos que aconteceram ontem sem que eu soubésse terem acontecido. Outros acontecerão amanhã.
..................................
Gosto de deixar desenhos nas toalhas de papel dos locais em que tomo as refeições.
...................................
Só sei desenhar quando não sei que estou a desenhar.
...................................
Beijos.
Luís

P.S. Quando a alma está no índice é porque também está noutras páginas. O pior é quando numa nota de fim de página se descobre que ela faz parte de outro livro.

Lilazdavioleta disse...

Olá luis,
sabes o que a minha Mãe diria se lesse o que escreveste no primeiro período ? Que " "treteiro "...
Eu , entretanto , digo que não precisas. Ou precisas ?
Mas não acredito que nunca to tenham feito .

Quanto os outros verem o mesmo que nós , sabes perfeitamente que não .
Para cada um a sua verdade , ou a sua conveniência .

Sabes que também tenho a mania de desenhar nos sítios considerados menos indicados ?
Então quando estou ao telefone ,desenho sempre bocas , olhos e espirais .

E o desenhares o ontem e o amanhã , sem consciência de tal ,é bem interessante .
E só saberes quando não sabes , mais ainda .
Dava uma bela tese .

Mudando de assunto .
Não concordo contigo no que se refere ao sítio da alma .
Considero que ela pode estar apenas mencionada no índice .
Outros livros , ou gente , estão plenos dela e nem no índice se encontra .
E cada um tem a sua .
Quanto à nota de fim de página , por vezes , é para enganar o leitor .
Para ver se ele está atento .

Fica bem .
Um beijo .
Maria